Ora vamos lá falar de um tema muiiito controverso e na moda….os TPC’s!

Hoje li um artigo que, como normalmente acontece, tinha um título inflamado e, depois de lida a notícia na integra, se percebia que não era bem a abolição dos TPC’s que estava em causa, mas sim a sua diminuição.

Ora aí está! Na minha modesta e humilde opinião a questão está aí. Se for com conta, peso e medida deve existir. (Já estou a imaginar as caras!)

O problema não está nos tpc’s. O problema está na nossa vida! Sentarmo-nos com os nossos filhos 15 ou 30 minutos por dia, só para dar uma olhadela no que fizeram e aprenderam durante esse dia, não devia de ser problema.

Sei que há quem argumente que “os meus pais nunca souberam o que eu andava a fazer na escola”…..pois!

Não sei se é por defeito de profissão (sou docente) ou é mesmo feitio, mas não concebo não acompanhar os estudos das minhas filhas.

Já tive uma experiência em que os tpc’s eram poucos durante a semana, ou quase inexistentes (e no fim de semana vinham mais alguns) e  sinto que ela não conseguiu criar um hábito de rever (10 ou 15 minutos) o que deu nas aulas. Agora, já no 2º ciclo a coisa já se orientou, pois não há volta a dar. Tem mesmo que ir acompanhando.

Neste momento, com a mais nova, os trabalhos de casa vêm todos os dias (têm um dia de folga na semana) e como é em doses razoáveis corre lindamente e vejo bem a atitude diferente de responsabilidade que isso cria.

Se dá trabalho? Pois dá? Embora, cada vez mais dê menos 🙂 Mas também sinto que eu devo acompanhar e ajudá-las nisso, acho eu….. às vezes olho para o lado e o que oiço (e percebo, por causa da falta de tempo) é a versão: “mas passam o dia na escola!” Pois passam! E quando não estão na escola estão nos atl’s….. mas deviam poder estar em casa, e os pais deviam poder estar com eles.

É que quando passam aqueles documentários da Finlândia, ou doutros países ditos mais desenvolvidos, os pais estão lá. Não saem da escola com os miúdos e vão a correr ao supermercado e a correr para casa dar banhos e fazer o jantar, enquanto trovejam contra os tpc’s.  O que vemos são crianças a acabar a escola às 13h e a ir para casa, porque um dos pais tem um part-time.

Este feriado a manhã passou-se com a mais velha a fazer um trabalho de grupo com uma amiga para a disciplina de História de Portugal. Sabem o que senti? Que elas gostaram! Que não se aborreceram, que gostaram de ter investigado e de terem descoberto coisas que nem imaginavam! Uma Infanta portuguesa que levou o hábio do chá para Inglaterra???? E também o tabaco? E eles comiam com as mãos e ela é que os ensinou a comer com talheres? Que orgulho! E descobriram isto sozinhas, a pesquisar, a ler, a sublinhar o que era importante e com tempo…..tempo….esse bem tão precioso que falta a todos nós, e a eles em particular.

Se não estiverem para aí virados, tentamos fazer de outra maneira….estendidos no chão (faz mal?), ou contas num quadro branco, a fingir que é a escola, ou pomos música baixinho (não tem que ser uma seca), ou enviamos os enunciados por whatsapp (para os mais velhinhos) e pedimos a resposta…sei lá, qualquer coisa que os faça ver que a escola não tem que ser chata! Era bom que alguns professores também ajudassem :-))) mas nós podemos desdramatizar 😉

Não sou contra os tpc’s, nem contra os trabalhos de grupo. Fazem com que eles sintam que a escola não acaba ali, naquele edificio, nem se cinge apenas aos professores. Afinal se nós também fizermos parte desse conjunto tudo faz mais sentido, não é visto como uma obrigação e nós sentimos que também estamos a ajudá-los a crescer.

Mas isto é a minha visão…

 

Advertisements

One thought on “TPC’s (esse bicho papão)

  1. Para mim, acima de tudo, os TPCs mostram aos nossos miúdos que a escola, tal como o “trabalho” (num futuro ainda longínquo mas que não tardará) não termina quando a campainha da última aula toca. No nosso tempo era tudo tão diferente, tínhamos tempo para brincar! E acho que nos saímos muito bem. Mas os tempos mudaram, a realidade deles é tão diferente da nossa e, por isso, é preciso adaptarmo-nos a ela e fazermos o que melhor sabemos fazer: sermos pais atentos, responsáveis e carinhosos! TPCs? SIM, sem dúvida! Mas com conta, peso e medida…

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s